icone_redeSomos uma rede de pessoas e organizações da sociedade civil, governamentais, de ensino e pesquisa. Somos agricultoras e agricultores, consumidoras e consumidores, trabalhadores de políticas públicas, militantes e pesquisadores. A coordenação deste sitio cabe ao grupo interdisciplinar de pesquisa, extensão e formação que se reuniu a partir do interesse comum em acompanhar as dinâmicas territoriais e da paisagem no Maciço da Pedra Branca, em suas relações com a cidade do Rio de Janeiro. Dedicamos especial atenção ao tema da agricultura familiar e urbana e suas articulações em redes de produção, comercialização e participação política. Estamos interligadxs a outras redes de agroecologia bem como a outros movimentos sociais.

Nosso objetivo é proporcionar um ambiente multidisciplinar e multisetorial tendo o território do Sertão Carioca como elemento integrador. Essa estratégia deve promover uma “polifonia”, ou seja, a reprodução de muitas vozes que produzam conteúdos críticos em torno das políticas, ações e serviços que impactam esse território. Buscamos proporcionar visibilidade e a voz de agricultoras e agricultores da cidade através de um modelo descentralizado de comunicação, relacionando o sitio a outras mídias e outros micro-meios. No campo da pesquisa, pretendemos agregar pesquisadores, gestores e profissionais ligados às diferentes áreas do conhecimento e aos setores da economia com intervenção nos temas priorizados pelo site, assumindo ações de popularização da ciência. E, finalmente visamos contribuir com a construção social de um mercado de plantas medicinais.

Sertão Carioca era a denominação atribuída à antiga zona rural da cidade do Rio de Janeiro. Este título ganhou força com a obra homônima de Armando Magalhães Corrêa publicada em 1933. O sitio, ao nomear-se SerTão Carioca, pretende dar visibilidade à atividade agrícola historicamente desenvolvida nesta área, fazer conhecer e reconhecer esta paisagem da cidade. A partir de uma perspectiva multidisciplinar e do posicionamento de seus atuais moradores, pretende discutir o direito à cidade e a defesa de seus espaços agrícolas, a conservação da natureza aliada à manutenção dos modos de vida dos agricultores e populações tradicionais, os usos e representações sobre o urbano, o rural e as novas configurações ambientais.

A expressão SerTão Carioca por sua disseminação e antiguidade é considerada aqui um elemento que dá liga as diferentes experiências agroecológicas e de resistência no Maciço da Pedra Branca e entorno. Busca agregar conteúdo diverso produzido por seus atores mantendo seu foco em políticas e serviços voltados a plantas medicinais em sistemas agroalimentares.

A criação do site faz parte das ações do Projeto de Extensão financiado pelo Edital CNPq/MDS-SESAN n.º 027/2012, Ok_CNPq_logodenominado: Fortalecimento da rede sociotécnica orientada aos sistemas agroalimentares da zona oeste e Região Metropolitana do Rio de Janeiro e uma realização  do NEATS – Núcleo de Estudos em Ambiente, Território e Sistemas Agroalimentares

 

 

Compartilhe

Comentários